Qual plataforma utilizar em minha loja virtual?

O mercado está cheio opções SaaS e mais diversas opções open source. Mas afinal, qual plataforma utilizar em minha loja virtual?

Opções SaaS

Bastante comuns atualmente, no formato  SaaS você paga uma mensalidade e não tem acesso ao código fonte da loja. É uma opção bastante atraente principalmente para quem está começando, no entanto você precisa ficar atento a alguns pontos:

  • No formato SaaS você fica totalmente responsável pelo layout de sua loja. E design atraente é crucial para o bom desempenho em vendas.
  • No geral é um formato “do it yourself”, ou seja, demanda tempo de pesquisa em fóruns de comunidades para otimização, estratégia e outros pontos cruciais da operação.
  • A medida que sua loja virtual crescer, fatalmente esbarrará nos limites impostos pela aplicação.
  • Precisa de customizações específicas para se diferenciar em seu mercado de atuação? Aqui será o momento em que você irá se arrepender profundamente em ter selecionado o formato SaaS.
  • No momento em que optar por uma solução mais robusta e quiser realizar uma migração as dificuldades tenderão a ser grandes.
  • Como ponto positivo podemos destacar: baixo custo e tempo de implantação.

Opções Open Source

Atualmente no Brasil duas dessas opções dominam o mercado:

Magento:

  • A plataforma e-commerce mais usada no mundo.
  • Grandes lojas mundiais como Nike Internacional, Gap, Lojas Hering e diversas outras optaram pela plataforma.
  • É uma opção bastante atraente pois pode atender o pequeno lojista e o grande. Ou seja, você poderá permanecer na mesma plataforma em todas as etapas de sua loja.
  • Possui mais recursos do que qualquer outra opção existente.
  • Existe uma grande comunidade mundial ativa.
  • A plataforma é mantida pelo gigante mundial E-Bay.
  • Possui o maior marketplace de módulos adicionais do mercado.
  • Diversas empresas no Brasil dão suporte profissional a plataforma.
  • Código fonte aberto. Ou seja, cresça a vontade com auxílio de desenvolvedores capacitados.
  • Existem ferramentas que permitem fácil importação e exportação de dados para outras plataformas.
  • Integração com as principais ferramentas on-line do mercado.
  • Como ponto negativo: Custo bem maior de implantação, customização e hospedagem.

WooCommerce:

  • Médio custo de implantação
  • Marketplace com muitas opções de módulos adicionais
  • Roda em cima do CMS WordPress, a mais usada plataforma CMS do mundo.
  • Possui grande otimização SEO e facilidade de administração.
  • Diversas empresas no Brasil dão suporte profissional a plataforma.
  • Código fonte aberto. Ou seja, cresça a vontade com auxílio de desenvolvedores capacitados.
  • Baixíssima curva de aprendizado.
  • Existem ferramentas que permitem fácil importação e exportação de dados para outras plataformas.
  • Como ponto negativo: Na versão default (sem módulos adicionais), possui menos recursos que o Magento. No entanto estes recursos podem ser adicionados. O custo médio de um módulo adicional no Marketplace é de $50 a $100.

Mas afinal qual escolher?

Magento é a opção IDEAL para você que possui uma operação que trabalha com diversas tabelas de preços. É a plataforma e-commerce ideal para lojas que atuam no Atacado e Varejo pois possuem funções nativas para este nicho.

Caso sua loja tenha como objetivo trabalhar apenas no Varejo, certamente será bem atendida com WooCoomerce.

Resumo da “ópera”:

Quer atuar no Atacado e Varejo? Vá de Magento

Quer atual somente no Varejo? Vá de WooCommerce!

nucleo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *